Como planejar um intercâmbio para a França?

Foto distante da Torre Eiffel em um dia ensolarado

Planejar um intercâmbio é uma tarefa complexa por precisar de uma certa bagagem de informação. Por isso, é comum ver intercambistas com dúvidas sobre como colocar em prática este objetivo tão importante. O primeiro passo é estar sempre por dentro dos países que são mais procurados pelas pessoas e ter no papel um planejamento de médio prazo. E existem mais oportunidades do que parece: além dos destinos de língua inglesa, a França é um lugar cada vez mais desejado e hoje aparece na lista dos 5 países mais procurados pelos imigrantes.

Conheça os cursos da Aliança Francesa de João Pessoa

Se você sonha em fazer um intercâmbio para a França, confira a seguir todas as informações necessárias para fazer do seu sonho uma realidade.

Preciso falar francês?

Na França, saber se comunicar em francês é primordial, não só para candidaturas universitárias, mas também para processos de imigração. Muita gente pergunta se na França as pessoas falam inglês. Em Paris, por ser um lugar que abriga gente do mundo inteiro, a língua inglesa pode ser ouvida em algumas ocasiões. Mas, dentro de cursos e universidades, é a língua francesa que predomina.

Para se efetivar, é necessário comprovar o conhecimento de, ao menos, o nível B2 do Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas (CEFR). Este documento é emitido através da realização dos exames DELF/DALF, que são os diplomas oficiais do Ministro da Educação Francês.

A Aliança Francesa de João Pessoa é a única instituição que emite os certificados DELF/DALF em todo o estado da Paraíba, através de exames oficiais. Além disso, a escola oferece também cursos preparatórios para os exames.

Saiba mais sobre os exames DELF/DALF

Como é estudar na França?

Uma jovem aparece estudando com seu computador em uma rua da frança.

Ser um intercambista na França é aproveitar uma série de vantagens que contribuem para a sua formação profissional. Se bem aproveitada, a sua estadia na terra do croissant pode ser bastante enriquecedora. Você pode ter vantagens como: 

  • Descontos estudantis para aproveitar a cidade
  • Bolsa de estudo
  • Medicina preventiva e planejamento familiar
  • Prática esportiva de baixo custo

Universidades na França

Fazer um intercâmbio na França, além de ser uma oportunidade de mergulhar na cultura de um dos países mais cultos do mundo, é uma forma de valorizar seu currículo e ter uma porta de entrada para um mercado de trabalho enriquecedor.

Confira algumas das universidades da França para seu intercâmbio: 

  • PSL University
  • Paris-Saclay University
  • Université de Strasbourg
  • Université Jean Moulin Lyon 3
  • Université Le Havre Normandie
  • Sorbonne University
  • Institut Polytechnique de Paris
  • University of Paris

Além de ter excelentes universidades, a França conta com 5 principais bolsas para estudantes brasileiros. São elas: 

  • Bolsas de Master 2 na região de Nouvelle-Aquitaine
  • MaMaSELF – Master com bolsas exclusivas para brasileiros
  • Bolsa Victor Hugo
  • Bolsa Émile Boutmy
  • Bolsa Eiffel

Cada uma delas possui sua regra de disputa. Como alternativa, é possível ter acesso às universidades francesas pelo Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) na Paris-Saclay e École Normale Supérieure. Ao atingir a nota de corte para o curso desejado, basta aplicar no Sisu e dominar a língua francesa.

Como planejar o intercâmbio?

Um jovem estudante aparece segurando um livro em uma área externa.

Não só no intercâmbio, mas em qualquer viagem, existem duas preocupações fundamentais: o investimento e a papelada. No Brasil, o Campus France é a referência para pessoas que buscam orientação de intercâmbio na França. Aqui na Aliança Francesa de João Pessoa, sempre recomendamos nossos alunos a procurarem o Campus France para darem os primeiros passos nesse objetivo. Mas vamos a alguns conselhos básicos: você precisa ter um bom planejamento financeiro.

Para maior segurança em relação ao manejo de dinheiro no seu intercâmbio, é necessário abrir uma conta bancária na França. Para isso, você deve apresentar documento de identificação, comprovante de residência e atestado de escolaridade. Assim, terá acesso a cartões, talões de cheque e o rélevé d’identité bancaire (RIB), para que possa pagar suas contas em débito automático.

Em média, os franceses gastam 300 euros por mês com alimentação. Caso more longe da faculdade, será necessário negociar uma forma de transporte, pesquisar quanto gastaria em lazer etc. Vamos conhecer essa parte não muito legal, porém imprescindível para um intercâmbio na França.

Emitindo as documentações

Uma pessoa aparece entregando um documento para outra pessoa, sem mostrar os rostos.

Primeiramente, o Seguro de Viagem é obrigatório na Europa, você pode solicitar neste link. Os documentos exigidos para fazer um intercâmbio para a França são: 

  • Formulário de pedido de visto de longa duração
  • Passaporte (emitido há menos de 10 anos, com validade mínima de 3 meses após a estadia prevista na França e com, no mínimo, 2 páginas em branco para vistos)
  • Duas fotografias recentes no formato 3,5 cm x 4,5 cm, sem data, de perto, coloridas, com fundo branco (o fundo colorido não será aceito);
  • Certidão de nascimento e/ou de casamento
  • Pré-inscrição ou inscrição em um estabelecimento universitário (com as datas de início e fim do curso) ou privado ou de curso do idioma francês com carga horária mínima de 20 horas semanais reconhecido pelo Ministério Francês da Educação Nacional
  • Declaração de financiamento parental ou de autofinanciamento de 615€ mensais com firma reconhecida em cartório. Neste caso, vale: última declaração TOTAL de imposto de renda; extrato de conta bancária corrente e poupança/investimentos dos últimos 3 meses; e três últimos contracheques/folhas de pagamento/aposentadoria
  • Comprovante de estadia pelo período mínimo de 90 dias: reserva de hotel; ou contrato de locação de imóvel; ou carta convite de um residente na França, acompanhada do comprovante de residência e da cópia da “carte d’identité”/ ou passaporte; do visto e da “carte de séjour”
  • Seguro viagem para, no mínimo, o primeiro mês de estadia. Não esqueça, o seguro de viagem para a França é obrigatório e se você optar por um curso de francês de até 3 meses, precisará fazer um seguro até o final de sua estadia. Caso seu visto seja de longa permanência (emitido para qualquer tipo de curso com duração de mais de 3 meses), será necessário se inscrever no regime social francês assim que chegar, por isto, o governo estima que um mês de seguro viagem é necessário até dar tempo de resolver estas pendências.

Conclusão

Viu que planejar um intercâmbio para a França não é uma tarefa tão simples assim? É preciso planejamento e atenção para que seu objetivo seja concretizado da melhor forma possível.

Dê seu primeiro passo

Agora que você já sabe que o primeiro passo para fazer um intercâmbio na França é saber falar francês, que tal conhecer os cursos da Aliança Francesa de João Pessoa?

Aqui você conta com os melhores professores da região, aproveitando o ensino padrão da maior escola de francês do Brasil. Para encontrar a sua turma ideal, pode fazer um teste de nivelamento.

A Aliança Francesa de João Pessoa está oferecendo cursos on-line para atender estudantes de todo o estado da Paraíba. Entre em contato e consulte as próximas turmas: clique e fale conosco.

Esperamos te ajudar nesse objetivo!